Resenha: 360 dias de sucesso

Oi gente, tudo bem?
Pela primeira vez estou trazendo uma resenha para vocês e quem sabe não trarei outras mais pra frente..

Para começar com chave de ouro eu vou falar sobre o livro da linda Thalita Rebouças, afinal ela tem um lugar muito especial no meu coração, pois foi um livro dela que fez eu me apaixonar pela leitura.

Mas vamos começar:

 Quem conta a história é o Gualter baterista da banda, que é procurado por uma editora para contar como ele e mais quatro amigos estouraram de uma hora pra outra e viveram o sucesso de 360 dias, além de explicar por que o fim era inevitável.

  Amigos desde a infância Theo e Pedro cresceram juntos com famílias ricas, porém opostas. Pedro sempre teve o apoio, o que lhe deixava seguro para tomar suas próprias decisões. Já Theo enfrentava descontentamento dos pais e algumas humilhações.

Mas Paulão, pai de Pedro, via futuro no talento do filho com a guitarra e quando viu Theo e Pedro tocando e cantando juntos insistiu em uma carreira. Porém para não montar uma dupla eles vão atrás de outros integrantes para a banda, ai que entra o Pá (baixista), Gualter (baterista) e Mari (tecladista e vocalista).

Todos tinham muito talento, mas pouca maturidade, eles enfrentaram o sucesso instantâneo e dificuldades. Vários fãs, inveja, traição, insegurança são vaidades que piram a cabeça de qualquer um, ainda mais de cinco adolescentes. De repente começa a rolar umas disputas para saber quem é o mais talentoso deixam  Theo instável e gera brigas no grupo. E olha que ele nem tinha um talento tão bom. Mari é uma menina doce, com o dom para a música, e não será fácil provar que ela realmente sabe o que está fazendo.
Ainda com assuntos mais sérios como o alcoolismo, a trama se desenvolve rapidamente, como um resumo desse ano tão badalado dos músicos teens!

Em 360 dias de sucesso , a banda de um hit só viverá instantaneamente tudo isso e mais um pouco de uma vez só. Thalita conseguiu mostrar como os adolescentes lidam de formas diferentes com as emoções e como a imaturidade e responsabilidade podem andar juntas.
Outra coisa que me chamou atenção é que o livro faz citações a Cazuza, Nando Reis, Legião, entre outras, além das bandas internacionais.

Espero que vocês tenham gostado.
Beijos!!!

Anúncios